Conceção de instrumentos de formação de qualidade para o perfil de competências dos especialistas de emprego apoiado

O trabalho é um direito humano universal consagrado no artigo 23.º da Declaração Universal dos Direitos do Homem das Nações Unidas, que declara que "toda a pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha do trabalho, a condições equitativas e satisfatórias de trabalho e à proteção contra o desemprego”.

O emprego apoiado pode ser caracterizado como trabalho remunerado em contexto de trabalho integrado, com acompanhamento contínuo para as pessoas com deficiência e incapacidade no mercado de trabalho aberto. Trabalho remunerado significa retribuição igual por trabalho igual ao dos trabalhadores sem deficiência e incapacidade.

O emprego apoiado só é possível para os trabalhadores com deficiência e não para as pessoas desfavorecidas. No entanto, especialmente para as pessoas mais desfavorecidas, o emprego apoiado deve estar aberto a subvenções públicas.

O emprego apoiado é uma estratégia para a criação de emprego para pessoas com deficiência. O emprego apoiadoé uma forma de integração socioprofissional, propondo uma abordagem baseada na colocação e formação em posto de trabalho em oposição a outras abordagens tradicionais baseadas na formação em contexto segregado com vista a uma eventual colocação profissional.

Estrutura

Objetivos

Resultados

O Emprego Apoiado é um método de trabalho bem elaborado com pessoas com deficiência e outros grupos desfavorecidos para possibilitar o acesso e manter um emprego remunerado no mercado de trabalho aberto. Considerando que alguns dos Estados membros têm experiências consideráveis (e positivas) com o conceito de Emprego Apoiado, um estudo europeu suporta a ideia de que a Turquia e a Bulgária não fizeram até ao momento qualquer uso deste conceito para relacionar a formação profissional para pessoas com deficiência com o mercado de trabalho através do emprego apoiado.

A documentação do processo de adesão da Turquia, item ''pessoas com deficiência'', mostra que na Turquia não estão atualmente em vigor quaisquer métodos ou conceitos para relacionar formação profissional e mercado de trabalho para pessoas com deficiência.

O projeto visa desenvolver o sistema EQAVET para o reconhecimento, a validação e a certificação dos conhecimentos, capacidades e competências dos prestadores de serviços de Emprego Apoiado (EA).

O projeto visa produzir resultados de aprendizagem em conexão com o programa de formação ECVET para assegurar a:

- Barreiras e limitações causadas pela deficiência

- Como apoiar o aperfeiçoamento de competências-chave do seu cliente

- O conceito de emprego apoiado

- Ferramentas práticas para especialistas de Emprego Apoiado

- Tecnologias assistivas para clientes com deficiência

- Diretrizes da orientação profissional

A parceria do projeto “Tools for SE Specialist” pretende alcançar os seguintes resultados principais:

- Desenvolver, no âmbito do EQAVET, o sistema de reconhecimento, validação e certificação dos conhecimentos, capacidades e competências dos prestadores de serviços de Emprego Apoiado (EA).

- Produzir resultados de aprendizagem em conexão com o programa de formação ECVET.

- Organizar preparação pré-emprego para pessoas desempregadas com deficiência e incapacidade.

- Promover a certificação do programa “Tools for SE Specialist” pela Agência de Acreditação nacional.

- Testar o sistema e o programa de formação profissional “Tools for SE Specialist” junto de 140 prestadores de serviços de Emprego Apoiado na Europa.

Este projeto (2015-1-TR01-KA202-021686) foi financiado com o apoio da Comissão Europeia (Programa Erasmus+). Este website reflete apenas as opiniões do autor,

e a Comissão não pode ser responsabilizada por qualquer uso que possa ser feito das informações nele contidas.